Jorge Garcia
Divineia

Divineia, de Jorge Garcia, foi concebido originalmente para o Balé da Cidade de São Paulo e remontado em 2014 para a J.Gar.Cia Dança Contemporânea, companhia fundada e dirigida pelo coreógrafo e autor do espetáculo. O livro Estação Carandiru, de Drauzio Varella, foi um dos pontos de partida de Divineia, nome dado pelos presidiários ao pátio onde fica a sala de revista corporal. Em entrevista, Jorge Garcia fala sobre esta criação e sua poética e também sobre sua carreira de bailarino e coreógrafo.