A trivialidade da cozinha inspira Sasha Waltz

Sasha Waltz, uma das mais importantes coreógrafas da dança contemporânea alemã, concebeu Travelogue I – Twenty to eight sob o seguinte ponto de partida: a cozinha. Neste local doméstico, cinco pessoas se encontram. A cozinha funciona como um espelho no qual rituais, hábitos e modelos de comportamento podem ser observados e refletidos assim como eles verdadeiramente são. Nesse espaço cênico, os personagens, neuróticos e obsessivos em suas ações, solitários e perdidos, permanecem como prisioneiros de suas próprias estruturas sociais, incapazes de encontrar um caminho.
“Gosto de usar objetos reais, como uma geladeira, um telefone ou uma cama como desafios para minha pesquisa coreográfica”, diz Sasha. Para ela, a cozinha é um lugar que diz respeito a todos nós, à nossa maneira de viver, às nossas atividades banais e à simplicidade das coisas. “Quero mostrar a beleza de nossos objetos ordinários, a beleza que em geral não conseguimos enxergar”. Sasha acrescenta que esse espetáculo também foi inspirado em sua paixão pelo cinema, especialmente nos filmes Um Cão Andaluz, de Luis Buñuel e O Acossado, de Jean-Luc Godard.

Companhia: Sasha Waltz & Guests
www.sashawaltz.de
Coreógrafa: Sasha Waltz
Programa: Travelogue I – Twenty to eight
Q
uando: 16 a 19/abril/10 e 21 a 24/maio/10
Onde: Radialsystem V, Berlim, Alemanha 
www.radialsystem.de