T. F. Style Cia. de Dança faz circulação de ‘Carne Urbana’ em São Paulo

Carne Urbana, da T.F.Style Cia. de Dança, busca refletir sobre a fisicalidade dos corpos urbanos e as transformações do corpo, revelando percepções ora silenciadas internamente, ora escancaradas no bando e que emanam na exposição de carnes desta criação de autoria de Igor Gasparini.

Foto: Beto Assem

Carne Urbana segundo T.F.Style Cia. de Dança:

“O limite da carne em um tecido rasgado por relações urbanas. É chegar às vísceras. Encarnar. Para além da pele, chegamos à carne, que gera movimento e torna vivo o urbano. Um fluxo incessante de trocas entre corpo e cidade. Um corpo guiado pelas aparências, pela imagem, pela busca da longevidade. Um corpo que nega a morte e torna-se escravo da sobrevivência.”

“A solidão e o silêncio de cada um em meio ao caos de nossa existência, nos limites da vida urbana. Na sua eterna busca por alívio, por entorpecer-se, por dopar-se, a fim de livrar-se da dor de existir, de frustrar-se, de errar. Muitas vezes, é estar e não pertencer, necessitando de um esvaziamento no limiar do corpo morto. É preciso perder, deixar morrer, perceber o corpo que definha, engasga, emperra, interrompe, apodrece. E seguir, mesmo com a distopia de um lugar que revela gestos que quase desistem, que abandonam.”

Ficha Técnica – Direção geral e concepção: Igor Gasparini. Intérpretes-criadores: Igor Gasparini, Arthur Alves, Lucas Pardin, Luiz Paulo Cordeiro, Maju Kaiser, Márcia Marcos, Maria Emília Gomes, Natália Moura, Pasha Gorbachev e Ruan Trindade. Provocação dramatúrgica: Thiago Alixandre. Provocação corporal: Igor Gasparini, Frank Tavanti, Eduardo Fukushima, Márcio Greyk, Rafi Sahyoun, Robson Ferraz, e Thiago Alixandre. Desenho de luz e iluminação: Natália Peixoto. Desenho e concepção de som: Herí Brandino. Figurinos: Mayara Rosa. Produção: Emília Gomes.

Foto: Isis Gasparini

Sobre a T.F.Style Cia. de Dança:

Este grupo de São Paulo investiga a dança urbana contemporânea e pesquisa as possibilidades de exercitar um pensamento contemporâneo do hip hop. Esta investigação concentra-se em descobrir novas possibilidades corporais a partir de técnicas de diferentes danças urbanas, mas desenvolvendo um trabalho autoral, marcado por um percurso de investigação das sensações que estimulam esses corpos a partir da individualidade dos intérpretes.

A pesquisa parte das danças urbanas, mas vai transformando suas bases, criando e modificando suas referências, desenvolvendo essa pesquisa particular. O grupo T.F.Style teve início em 2002, sob direção de Igor Gasparini. A partir de 2007, com a direção artística de Frank Tavantti e com o desenvolvimento do elenco, surge a T.F.Style Cia. de Dança, que se identifica como uma das pioneiras na investigação da dança urbana contemporânea. O grupo já foi contemplado pela 20ª e 24ª edição do Programa de Fomento à Dança da Cidade de São Paulo (2016 e 2018) e pelo Edital PROAC de Circulação de Espetáculos de Dança no Estado de São Paulo.

Foto: Isis Gasparini

 

Onde:
Centro Cultural da Penha – Teatro Martins Penna (dia 7)
Centro Cultural Formosa – Teatro Zanoni Ferrite (dia 8)
Quando:
7 e 8 de dezembro/2019
Quanto:
Grátis
Info:

Centro Cultural da Penha – Teatro Martins Penna: Largo do Rosário, 20, Penha de França, São Paulo (SP).

Centro Cultural Formosa – Teatro Zanoni Ferrite: Av. Renata, 163, Chácara Belenzinho, São Paulo (SP).

Duração: 50 minutos.

Classificação etária: 14 anos.