‘Mulher Diaba e Dr. AmorEstranho’ inaugura parceria artística de Marina Abib e Diogo Granato

O amor – das formas mais simples às mais complexas – está em foco em Mulher Diaba e Dr. AmorEstranho, que inaugura parceria artística de Marina Abib e Diogo Granato.

Autores e intérpretes de Mulher Diaba e Dr. AmorEstranho, Marina Abib e Diogo Granato trabalham juntos pela primeira vez para, em cena, expor suas pesquisas de Dança Acrobática e Improvisação em Dança-Teatro.

“Sobre amor e jazz, amor e dança, amor e teatro – e amor.

Talvez você esteja interessado no amor.

Talvez você ache que ele é necessário, hoje, amanhã e ontem. Ou que é inerente à vida. Que salva espécies. Que é capaz de gerar apego entre as coisas. Ou que é uma conjunção química de distúrbios neurológicos.

Talvez você se identifique. E algo revire no seu estômago. E uma mudança microscópica exploda em algumas sinapses e um tsunami de serotonina aconteça no seu corpo.

Não há contraindicações, os efeitos colaterais agudos catalogados não são perigosos.

Talvez você esteja interessado no amor.”

Foto: Karina Lumina

Mulher Diaba e Dr. AmorEstranho

Marina Abib é dançarina e fundadora da Companhia Soma. Foi intérprete-criadora dos espetáculos Raízes, da companhia belga Untamed, de Ricardo Ambrozio; Passo e do premiado Naturalmente – Teoria e Jogo de uma Dança Brasileira, de Antonio Nóbrega. Participou como coreógrafa e dançarina no longa-metragem Brincante, O Filme, dirigido por Walter Carvalho.

Em 2017 estreou seu primeiro solo, A Cabra, realizado em uma coprodução Brasil-Itália e dirigido por André Casca. Já apresentou este solo no Brasil, Itália, Eslovênia, Inglaterra e Portugal. Em 2019 estreou 400 Rabbits, um dueto com o dançarino esloveno Beno Novak, criado com o apoio do governo esloveno em uma coprodução Brasil-Eslovênia. Desde 2016, além do trabalho com sua própria companhia, vive entre Brasil e Europa, atuando em diferentes projetos como diretora, intérprete e criadora.

Diogo Granato é criador e interprete de solos de Dança-Teatro como Aretha, que lhe rendeu o prêmio de melhor intérprete de 2006, pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), e Seis Sentidos?, que encerrou o Intransit Festival em Berlim, Alemanha. Diogo também é intérprete-criador da premiada Cia Nova Dança 4 desde 1996, através da qual foi indicado pelo prêmio APCA como melhor bailarino em 2018, pelo espetáculo O Beijo. É diretor e intérprete do grupo de dança-teatro Silenciosas e diretor e coreógrafo da Mais Companhia. Criou duetos com parceiros artísticos como o multiartista Clerouak (Cidade Osso), e o bailarino Henrique Lima (Graxa, indicado pela APCA como melhor trabalho de dança de 2016). É membro do Le Parkour Brasil,  grupo pioneiro do Parkour e do Freerunning no Brasil.

Ficha técnica de Mulher Diaba e Dr. AmorEstranho – Direção, criação e interpretação: Marina Abib e Diogo Granato. Iluminação: Marcelo Esteves. Figurino: Beatriz Covacsik. Produção: Cau Fonseca e Vera Abib.

Onde:
Sesc Santana
Teatro
Quando:
8 e 9 de fevereiro/2020
Sábado às 21h e domingo às 18h
Quanto:
R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia); R$ 06,00 (credencial plena)
Info:

Av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana, São Paulo (SP). Estação de metrô: Jardim São Paulo.

Capacidade do teatro: 330 lugares.

Classificação etária: 16 anos.

Acesso para pessoas com deficiência. Estacionamento. Ar condicionado.

Estacionamento: R$12 a primeira hora e R$3 a hora adicional. Desconto para credenciados.

Venda online de ingressos:  https://m.sescsp.org.br/#/