‘Bichos Soltos’, de Clarice Lima: para crianças de todas as idades, no Sesc Avenida Paulista

Bichos Soltos, de Clarice Lima, é uma intervenção coreográfica para crianças de todas as idades onde quatro bailarinas vestidas com um figurino/fantasia/criatura/fantástica movimentam-se de forma dinâmica, criando um novo estatuto de existência, questionando a relação entre o homem, a natureza e as coreografias sociais estabelecidas, criando ‘zonas de indiscernibilidades’.

Foto: Clarice Lima

Segundo o filósofo Brian Massumi em seu livro O que os animais nos ensinam sobre política, a ‘zona de indiscernibilidade’ não é uma ‘indiferenciação’; em vez disso, é onde as diferenças se unem ativamente. Dessa forma, os bichos são agentes desestabilizadores da normatividade e se apresentam enquanto dispositivo de utopias, possibilitando a criação de camadas ficcionais distintas e sobrepostas – seres que nunca foram vistos, já extintos e que ainda estão por vir nas cidades.

A dança fricciona as lógicas de ação e percepção, invocando a consciência e a memória desses seres que serão lançados, cheios de desejo, na paisagem urbana, invertendo e reconfigurando lógicas, padrões e regras sociais.

Foto: Clarice Lima

Bichos Soltos é o segundo espetáculo de dança para crianças da coreógrafa Clarice Lima. Após a criação do espetáculo Supernada EP01 (2018), Clarice quis explorar ainda mais as camadas fantásticas presentes no universo infantil, bem como aprofundar sua pesquisa de movimento e espaço.

O espetáculo foi produzido no ano de 2019 a partir do convite da gerência de dança do Sesc São Paulo para criar um espetáculo de dança para crianças e a cidade, integrando a programação do Circuito Sesc de Artes 2019.

Dessa forma o espetáculo teve sua estreia já vinculada a uma circulação em nove cidades no interior do Estado de São Paulo. Essa experiência possibilitou um rápido amadurecimento do trabalho, bem como o desenvolvimento de uma série de estratégias relativas à adaptabilidade dos Bichos Soltos em diferentes cidades, espaços e contextos.

Foto: Clarice Lima

Ficha técnicaDireção e coreografia: Clarice Lima. Assistente de direção e coreografia: Aline Bonamin. Criação e dança: Aline Bonamin, Clarice Lima, Marcela Costa e Natália Mendonça ou Patrícia Árabe. Figurino: Onono por Ad Ferreira, Sirley Ferreira e Maria Elizabete Vasconcelos. Trilha Sonora: Schubert – Sinfonias nºs 3 e 5. Operação de som: Clarice Lima. Produção: Clarice Lima & gente fina, elegante e sincera. Apoio: Pública e Lote.

Foto: Clarice Lima

Sobre o grupo:

Clarice Lima & gente fina, elegante e sincera representa o modo de pesquisa, criação e produção em dança desenvolvido pela coreógrafa Clarice Lima.

Clarice Lima é cearense. Bailarina, coreógrafa e professora, estudou no Colégio de Dança do Ceará, na Folkwang Hoschuler em Essen, Alemanha, e se formou em dança no Modern Theater Dance/AHK em Amsterdam, Holanda. Estudou com David Zambrano e trabalhou com os coreógrafos Cristian Duarte (SP), Andréa Bardawil (CE) e Jan Fabre (Bélgica), entre outros, e foi cocriadora do Lote, residência artística para dança na cidade de São Paulo.

Há dez anos vive e trabalha em São Paulo onde desenvolve parcerias e estratégias criativas para produzir seus trabalhos de forma intensa e continuada. Seus trabalhos transitam entre as linguagens da dança, performance e artes visuais. Algumas de suas criações: Árvores (2010), Intérpretes em Crise (2013), Supernada (2018) e Bichos Soltos (2019). Apresentou seus trabalhos em mostras e festivais nacionais e internacionais, como Bienal Internacional de Dança do Ceará, Festival Panorama RJ, Bienal SESC de Dança SP, Festival Internacional de Artes Cênicas (BA), Junta (PI), Verbo (SP), Festival City of Woman Eslovênia, Thessaloniki Performance Festival Grécia, DNA Espanha, Festival Dias de Dança Portugal, Danzalborde Chile, entre outros. Foi contemplada com o prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna na categoria circulação com os trabalhos Árvores e Intérpretes em Crise.

Desde 2013 Clarice Lima atua em parceria com a artista Aline Bonamin e, a cada projeto, outros artistas e técnicos profissionais são convidados a participar, formando uma rede de colaboradores de acordo com a especificidade de cada projeto. Para a criação de Bichos Soltos, Clarice convidou as bailarinas e criadoras Marcela Costa, Natália Mendonça e Patrícia Árabe para criarem juntas um universo fantástico. Clarice vem trabalhando com essas bailarinas em seus últimos projetos, tornando a criação e circulação dos Bichos Soltos uma experiência profunda e prazerosa.

Onde:
Sesc Avenida Paulista
Avenida Paulista, em frente o prédio do Sesc
Quando:
28 de julho/2019
Domingo, 14h30
Quanto:
Grátis
Info:

Av. Paulista, 119, Bela Vista, São Paulo (SP), tel. (11) 3170-0800.

Duração: 23 minutos.

Faixa etária: crianças de todas as idades.