Balé da Cidade de São Paulo
Abrupto., Apocalipsis e Cantares

O Balé da Cidade de São Paulo (BCSP), sob direção artística de Iracity Cardoso, apresenta o terceiro programa de sua Temporada 2013, com um programa que reune a estreia de Abrupto., de Alex Soares, e as remontagens de duas obras que fazem parte da história do repertório da companhia – Apocalipsis, de Victor Navarro (de 1976) e Cantares, de Oscar Araiz (1984). As apresentações serão acompanhadas pela Orquestra Sinfônica Municipal, sob regência do maestro Luiz Gustavo Petri.

Abrupto., do ex-bailarino do BCSP, Alex Soares, utiliza música do compositor estoniano Arvo Pärt. Em cena, cinco pares desencadeiam, por meio de suas performances, relações afetivas ou não, confrontos e parcerias inesperadas. De forma subjetiva, a obra debruça-se sobre as “guinadas” que sofremos ao longo de nossa jornada, mas que não nos desviam do rumo do desenvolvimento, ainda que incerto.

Apocalipsis, de Victor Navarro, foi criada originalmente para o BCSP em 1976. Ao som de John McLaughlin, é uma obra abstrata, conduzida pelo prazer do movimento, que irradia ritmo, sensualidade, energia, amor, humor e mistério.

Cantares, de Oscar Araiz, foi criada originalmente para o Ballet du Grand Théâtre de Genève em 1982. Dois anos depois, Araiz a remontou para o BCSP. Ao som da Rapsódia Espanhola, de Maurice Ravel, nove mulheres dançam sob a dinâmica do folclore espanhol, para expressar a mais profunda essência do espírito feminino universal. Para compor a coreografia, Araiz inspirou-se em vários autores espanhois, especialmente Federico García Lorca.

Onde:
Theatro Municipal de São Paulo
Quando:
de 26 a 29 de Setembro
Quinta a sábado às 20h, domingo às 18h
Quanto:
R$ 20 a R$ 60 (com meia-entrada)
Info:
Praça Ramos de Azevedo, s/nº, Centro, tel. (11) 3397-0300/0327, São Paulo (SP). Capacidade: 1.500 lugares. Duração: 83 minutos (com intervalo). Compra de ingressos: na bilheteria do teatro e pela internet, www.ingressorapido.com.br.