Vencedor do Prêmio Teatro de Dança será anunciado hoje

Nesta segunda, 23/11, às 20h, será anunciado o vencedor do 1º Prêmio Teatro de Dança, que concederá R$ 30 mil ao espetáculo escolhido como o melhor de 2009 entre 12 finalistas. A votação popular envolveu 32 cidades do Estado de São Paulo. Dar voz à opinião do público foi a proposta que norteou a premiação, inédita na área de dança.

Os finalistas são: Ares Familiares, da Caleidos Companhia de Dança (SP); Crendices, Quem Disse?, da Companhia de Danças de Diadema (SP); Dance no Teatro de Dança, noite especial de dança de salão, com participação de Vítor Costa, Karina Carvalho e Andrei Udiloff (SP); De.Gelo, da Siameses Companhia de Dança (SP); Dolores, da Mimulus Companhia de Dança (MG); O Quebra-Nozes, da Cisne Negro Companhia de Dança (SP); Por Instantes de Felicidade, da Quasar Companhia de Dança (GO); Sair Pro Mar, do Ballet Stagium (SP); Serenade e Gnawa, da São Paulo Companhia de Dança (SP); Tango Sob Dois Olhares, da Raça Companhia de Dança (SP); Três Coreografias, da Natura Essência Companhia de Dança (SP); Vem Dançar, da Cisne Negro Companhia de Dança (SP).

“O Prêmio foi pensado como uma nova forma, nunca tentada, de se colher as impressões do público sobre o que assistem em nossos palcos, em tempos em que a diversidade da dança impera, seja nos espetáculos, seja em seus formatos de difusão, salas, turnês, eventos”, diz Cássia Navas, consultora do Teatro de Dança. Doutora em dança pela Universidade de Campinas e especialista em gestão e políticas da cultura, Cássia enfatiza que não se trata de um prêmio atribuído por especialistas. “Não se trata tampouco da escolha entre obras divulgadas, durante período determinado, por meio específico de comunicação. É uma ação que tem por base um desafio a mais, para que possamos ter mais dança em muitos aspectos de nosso cotidiano”, ela acrescenta.

A ação envolveu 137 companhias brasileiras de dança, com trajetórias comprovadamente profissionais, e 168 espetáculos. Os votos válidos apurados somaram 17.839, de um total de 19.325 cédulas em branco distribuídas durante o ano.

Os votos foram depositados pelo público em urnas colocadas em 65 teatros e espaços culturais do Estado de São Paulo. Durante todo o ano tornou-se comum receber cédulas na entrada dos teatros, nas quais o espectador podia assinalar sua nota, entre 1 e 9. A melhor média é que determinará o vencedor.

A coordenação dos resultados coube a Gilberto de Jesus, professor titular do departamento de contabilidade e atuária da FEA (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade) da Universidade de São Paulo.

Criado em 2008 pelo Governo do Estado de São Paulo, representado pela Secretaria da Cultura e o Teatro de Dança, o prêmio contou com apoio do SESC São Paulo. Colaborou com a premiação um grupo de conselheiros formado por Celso Curi, Regina Muller, Jorge Vermelho, Edison Paes de Melo, Simone Avancini, José Possi Neto, Sueli Silveira e Cássia Navas.

No evento de premiação, hoje à noite, haverá uma apresentação especial do espetáculo Noiva Despedaçada, da keyzetta e cia.