Um projeto inédito em Santa Catarina: livro para crianças sobre dança contemporânea

Um livro sobre dança contemporânea voltado ao público infantil, o primeiro na história editorial de Santa Catarina. “Corpo, Corpo Meu, que Dança Sou Eu?”, escrito por Jussara Xavier e ilustrado por Roberto Gorgati, dois profissionais com uma extensa contribuição no campo da arte e da cultura de Santa Catarina, sobretudo na dança contemporânea. A publicação, em formato digital e impresso, voltada para crianças entre quatro e 12 anos, será distribuída gratuitamente. O e-book está disponível aqui, no Conectedance (veja link abaixo).

Com a chancela do Edital Elisabete Anderle de Apoio à Cultura ∕ Dança – Edição 2021, do governo do Estado de Santa Catarina, o projeto prevê cinco encontros de lançamento nas cidades de Blumenau, Canelinha, Florianópolis, Joinville e São Miguel do Oeste, abrangendo quatro mesorregiões do Estado: Grande Florianópolis, Vale do Itajaí, Norte e Oeste Catarinense.

Os 600 exemplares impressos também serão encaminhados para bibliotecas e escolas de diferentes cidades catarinenses, instituições de arte, cultura e educação brasileiras. O e-book estará acessível para download na internet [ https://midiatecadedanca.com/ https://midiatecadedanca.com/livros ] e poderá ser lido no computador, smartphone, e-reader ou tablet.

Em parceria, a autora Jussara Xavier e o ilustrador Roberto Gorgati apresentam um livro poético, divertido e informativo que estabelece um diálogo entre dança e perguntas. “Uma composição escrita-ilustrada sensível ao público infantil, capaz de abordar conceitos e características da dança contemporânea”, define Jussara Xavier que, em parceria busca configurar uma coreografia entre palavras e ilustrações, de modo que os discursos independentes ativem o potencial imaginativo do leitor. Os desenhos, informam os criadores, não são usados como mera decoração das páginas, mas estabelecem uma sintonia entre o visual e o verbal. “As ilustrações também são uma série de perguntas sobre como as linhas e as cores podem dançar”, diz Roberto Gorgati.

Lançamentos e distribuição

Para socializar e expandir a literatura brasileira voltada à dança, o projeto assegura a distribuição gratuita do e-book em sites que disponibilizam conteúdos relacionados ao tema, para facilitar o amplo acesso do público. A versão impressa alcançará diretamente 55 cidades de Santa Catarina: Alfredo Wagner, Araranguá, Armazém, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Barra Velha, Benedito Novo, Biguaçu, Blumenau, Caçador, Caibi, Campos Novos, Canoinhas, Cerro Negro, Descanso, Dona Emma, Faxinal dos Guedes, Florianópolis, Forquilhinha, Herval D’oeste, Iporã do Oeste, Irani, Itá, Itapoá, Jaborá, Joinville, Lauro Müller, Lindóia do Sul, Luiz Alves, Marema, Modelo, Morro da Fumaça, Nova Trento, Otacílio Costa, Ouro, Palhoça, Pomerode, Porto Belo, Presidente Castelo Branco, Presidente Getúlio, Quilombo, Salete, Santa Helena, São Francisco do Sul, São José, São Miguel do Oeste, Seara, Serra Alta, Taió, Timbó, Treze Tílias, Trombudo Central, Vargem, Videira, Zortéa.

Em Blumenau, o encontro de lançamento ocorre na Alameda Haus, no centro, um espaço de vivências, experiências e descobertas do território das artes e universo dos idiomas no qual são oferecidos cursos nas diferentes linguagens, como dança, teatro, música e artes visuais. As aulas, coletivas ou individuais, atendem crianças a partir de quatro anos, jovens e adultos. A escolha do local se dá em virtude do explícito interesse em promover a arte, o intercâmbio de saberes, o estímulo à descoberta e novas experiências.

Em Canelinha, a Casa Sant’anna, restaurada e reinaugurada em 2019, fica ao lado do parque municipal e abriga a coordenação de cultura da Prefeitura sob a administração da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Juventude. Espaço aberto à visitação, promove diferentes atrações culturais.

No centro de Florianópolis, a parceria se dá com o Memorial Meyer Filho que atua em favor do desenvolvimento do patrimônio cultural-histórico e artístico de Santa Catarina com atividades em sintonia sobretudo com as artes visuais e a dança contemporânea.

Em Joinville, o local escolhido foi a Casa da Cultura, gerenciada pela Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), do município. Unidade educativo-cultural que oferece aulas de formação nas áreas de dança, música e artes, abertas à comunidade, o espaço abriga a Escola de Artes Fritz Alt, a Escola de Música Villa-Lobos, a Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew e a Escola Municipal de Ballet, que atrai amplo público da dança formado por professores e estudantes.

Em São Miguel do Oeste, o contemplado é o Studio de Dança Adriana Staudt que existe desde 1999. Ao longo de seus 22 anos, desenvolve a arte da dança para crianças, adolescentes, adultos e idosos. Sob direção da professora e coreógrafa Adriana Staudt, atende cerca de 150 alunos nas técnicas balé clássico, jazz, dança de salão e dança master (terceira idade).

As distâncias, como a de quase 700 km entre São Miguel do Oeste e a Capital, são atenuadas por meio do projeto que quer aproximar as cidades, estabelecer troca de conhecimentos e contatos e, em sentido específico, disseminar o pensamento da dança contemporânea em instituições multiplicadora de saberes e que são referência em sua região.

 Vai ser massa!

Por questões afetivas que envolvem o universo pedagógico, relações entre alunos e professora, Balneário Camboriú entra no roteiro dos autores. A escola Pradança receberá o projeto no dia 7 de julho, às 11 horas, quando os pequenos leitores poderão ganhar o livro impresso e um autógrafo de seus idealizadores.

Foto: Divulgação
Jussara Xavier e Roberto Gorgati

 Sobre Jussara Xavier

Atuação como crítica, diretora, pesquisadora, professora, gestora, curadora, bailarina, ensaiadora, jurada, avaliadora, parecerista e coordenadora de projetos culturais. Professora substituta dos cursos licenciatura em dança na Universidade Blumenau (Furb). Coordenadora e professora da pós Linguagem e Poética da Dança da Furb. Integra a equipe editorial da Revista Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas do Programa de Pós-graduação em Teatro da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Diretora artística do projeto fora da caixa, Blumenau (2019/20). Membro da Comissão de Avaliação de Incentivo à Cultura (CAIC), Fundação Cultural de Florianópolis (2020-21). Atuou como diretora, coordenadora de programação e curadora do Festival Internacional Múltipla Dança (2006-21), em 11 edições, Florianópolis. Criadora e produtora do projeto Tubo de Ensaio, Florianópolis, com foco na dança/arte contemporânea e diferentes formatações. Autora dos livros “Grupo Cena 11. Dançar é Conhecer” (2015) e “Acontecimentos de Dança: Corporeidades e Teatralidades Contemporâneas (2013). Coorganizadora dos livros “Tudo Isto É Dança (2021); “Múltipla Dança: Festival Internacional de Dança Contemporânea. 10 anos em Encontros” (2020); “Tubo de Ensaio. Composição [Intervenções + Interseções]” (2016), entre outros. Responsável pela pesquisa, realização e direção do documentário “Ballet Desterro: Contemporaneidade na Dança Catarinense” (2010). Professora colaboradora da graduação em teatro (Udesc-2011/16). Pesquisadora e redatora de verbetes para a Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras, dança, Instituto Itaú Cultural (SP-2011-12). Pesquisadora do Programa Rumos Itaú Cultural Dança (SP, 2000/09). Crítica de dança do jornal A Notícia (2001-2010). Gestora de projetos, coordenadora técnica, professora e produtora na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil (Joinville, 2001/08). Dançou nos grupos Raça (SP) e Cena 11 (SC). Pós doutora em filosofia e em teatro, mestre em artes – comunicação e semiótica e especialista em dança cênica.

Sobre Roberto Gorgati

Ator bonequeiro e artista gráfico. Doutor (2019) e mestre (2013) em teatro pela Udesc, licenciado em educação artística (2002), tem formação técnica plena em desenho de comunicação (1992). Autor de ilustrações em trabalhos voltados ao público infantil, como o livro “A Flor da Tuna” (2021), a capa e encarte do CD “No Dorso do Rinoceronte – Música Inteligente para Crianças Independentes”, de Emillio Pagotto e Silvio Mansani, a capa e encarte do CD “Boa Pessoa”, de Silvio Mansani e capa do CD “Até Amanhã”, de Luiz Gustavo Zago. Trabalhou na concepção de identidade visual do projeto Vértice Brasil em Florianópolis (2008/10/12 e 14). Desde 1997 atua com grupos de teatro e dança de Florianópolis. Em 1997 participou como cenógrafo de “Mulheres” da Cia. Mahabuthas. Com o grupo Kaiowas trabalhou como cenógrafo em “Oito Trigramas” (2001) e “Pausa” (2003).  No ano de 2004 desenhou figurino e construiu objetos de cena para “Error”, da Siedler Cia. de Dança. Em 2006, foi o cenógrafo de “Butterfly”, direção de Milton de Andrade. Recentemente, produziu cenografia e elementos de cena para espetáculos como “Projeto Sintoma” (2021) e “O Pior de Mim” (2016) de Monica Siedler; projeto Corpo Tempo e Movimento (2018); “Ignorãça” (2015) de Jussara Xavier; “Protocolo Elefante” (2015) e “Monotonia de Aproximação e Fuga para Sete Corpos” (2014) com o Grupo Cena 11.  Assinou cenografia e iluminação para “Récita – Tudo Aquilo que Chama a Atenção, Atrai e Prende Olhar” (2016), “A Menina Boba” (2013) e “Luisa” (2010). Como docente da Udesc (2009/12), ministrou disciplinas de teatro de animação, improvisação teatral, laboratório de composição e espaço teatral.

Equipe técnica – Coordenação executiva e editorial: Jussara Xavier. Autoria do livro: Jussara Xavier (texto) e Roberto Gorgati (ilustração). Design gráfico e diagramação: Roberto Gorgati. Assessoria de imprensa: Néri Pedroso

 

Calendário de lançamentos:

 

JOINVILLE

O quê: Lançamento do livro “Corpo, Corpo Meu, que Dança Sou Eu?”, de Jussara Xavier e Roberto Gorgati (ilustração)

Quando: 30.6.2022, 18h

Onde: Escola Municipal de Ballet, Casa da Cultura, rua Dona Francisca, 800, Saguaçu, Joinville

Quanto: Gratuito

 

CANELINHA

O quê: Lançamento do livro “Corpo, Corpo Meu, que Dança Sou Eu?”, de Jussara Xavier e Roberto Gorgati (ilustração)

Quando: 30.6.2022, 14h

Onde: Casa Sant’anna, av. Joaquim José de Sant´Anna, s/nº, Centro, Canelinha

Quanto: Gratuito

 

BLUMENAU

O quê: Lançamento do livro “Corpo, Corpo Meu, que Dança Sou Eu?”, de Jussara Xavier e Roberto Gorgati (ilustração)

Quando: 7.7.2022, 16h30

Onde: Alameda Haus, alameda Rio Branco, 165, Centro, Blumenau

Quanto: Gratuito

 

SÃO MIGUEL DO OESTE

O quê: Lançamento do livro “Corpo, Corpo Meu, que Dança Sou Eu?”, de Jussara Xavier e Roberto Gorgati (ilustração)

Quando: 7.7.2022, 18h30

Onde: Studio de Dança Adriana Staudt, travessa Goias, 80, centro, São Miguel do Oeste

Quanto: Gratuito

 

FLORIANÓPOLIS

O quê: Lançamento do livro “Corpo, Corpo Meu, que Dança Sou Eu?”, de Jussara Xavier e Roberto Gorgati (ilustração)

Quando: 8.7.2022, 16h30

Onde: Memorial Meyer Filho, praça 15 de Novembro, 180, Centro, Florianópolis

Quanto: Gratuito

 

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

O quê: Lançamento do livro “Corpo, Corpo Meu, que Dança Sou Eu?”, de Jussara Xavier e Roberto Gorgati (ilustração)

Quando: 7.7.2022, 11h

Onde: Escola Pradança, rua 1542, n°715, Centro Comercial A.Z, sala 32, Centro, Balneário Camboriú

Quanto: Gratuito

 

Realização: Edital Elisabete Anderle de Apoio à Cultura ∕ Artes – Edição 2021, Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Governo do Estado de Santa Catarina

 

Apoio:  Alameda Haus, Casa da Cultura, Casa Sant’anna, Prefeitura de Florianópolis/Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes/Memorial Meyer Filho, Midiateca de Dança, Pradança e Studio de Dança Adriana Staudt

 

E-BOOK: 2022 livro Jussara Xavier EBOOK CORPO CORPO MEU

 

SAIBA MAIS

https://midiatecadedanca.com/ https://midiatecadedanca.com/livros

https://robertogorgati.blogspot.com