Prêmio Denilto Gomes escolhe destaques de 2019

O Prêmio Denilto Gomes, criado em 2013 pela Cooperativa Paulista de Dança, escolheu os premiados de 2019.

O seguinte comunicado foi divulgado sobre a premiação deste ano, que marca a sétima edição do prêmio.

“O Prêmio Denilto Gomes de Dança sempre teve o firme propósito de difundir e reconhecer o trabalho do artista paulista, que faz da sua arte um instrumento de produção constante de pensamento crítico, reflexão e humanidade, preservando o enorme arcabouço histórico da dança brasileira.

A premiação anual também tem um contexto político, ideológico e classista. Desde a sua fundação, esta entidade tem se colocado na linha de frente na luta por políticas públicas de Estado para as artes no Brasil e se posicionado em defesa dos movimentos sociais que lutam pelos direitos humanos no país.

Considerando que 2019 está sendo um ano de colossal retrocesso para as políticas públicas no campo das artes, da agricultura, do meio ambiente, da educação e um sem fim de cortes, reduções e censuras em incontáveis outras áreas que também estão em curso, poder realizar mais uma edição do Prêmio, é novamente, um ato de resistência.

Resistir é um modo de ação que, no dia a dia do contexto atual, se ressignifica para atender demandas locais de organização e produção e, nesta edição, resistências e parcerias foram as guias que conduziram todo o processo da premiação, não se restringindo às e aos artistas premiados, mas reverberando para toda a equipe envolvida com a cooperativa e também para apoiadores incondicionais do setor.

A escolha das premiadas e dos premiados ficou a cargo da comissão de seleção composta por Luis Ferron, Paula Salles e Talita Bretas, que ao longo de 2019 acompanharam as produções em dança presencialmente e também acessando materiais virtuais das companhias localizadas no interior paulista.”

O evento de entrega dos prêmios será no dia 9 de dezembro, às 19h, na Oficina Cultural Oswald de Andrade.   

 

PREMIADAS E PREMIADOS – 7° PRÊMIO DENILTO GOMES DE DANÇA 2019

 

Foto: Divulgação
Nelson Triunfo

Trajetória na dança: Nelson Triunfo

 

Foto: Divulgação
Maria Mommensohn

Personalidade na dança: Maria Mommensohn

 

Direção artística e destaque para a obra Sociedade dos Improdutivos: Gal Martins

 

Revelação: Coletivo Calcâneos, por Filhxos da P°##@! TODA;

Letícia Rodrigues, por 0 (zero)

 

Foto: Keiny Andrade
Maria Basulto em Situação de Atrito 3: Uma Coisa Muda

Artista da dança (Interpretação): Fernando Martins, por Boi Voador ; Maria Basulto, por Situação de Atrito 3: Uma Coisa Muda

 

Foto: Laura Xavier
Lagartixa na Janela

Pesquisa e criação em dança para as infâncias: Lagartixa na Janela

 

Produção em dança: Gabi Gonçalves (Corpo Rastreado)

 

Iluminação: Hernandes de Oliveira (conjunto da obra)

 

Difusão em dança: Pedro Costa, pela Mostra de Intérpretes Criadores Solos

 

Atuação no interior paulistano: Coletivo Anônimos da Dança de Piracicaba, pelo Fórum Dança Contemporânea

 

Olhares para estéticas negras e de gênero na dança: Deise Brito; Flip Couto; Luciane Ramos Silva; Grupo Mexa

 

Apoio institucional: Cantina e Pizzaria Piolin (Regina Alves de Godoy);

Planeta’s Restaurante (Armênio Martins Filho); Cine Petra Belas Artes

 

Atuação política: Preta Ferreira

 

A comissão de seleção dos premiados de 2019 reuniu:

Luis Ferron – Artista da Dança desde 1983, pedagogo, tem como característica principal o diálogo envolvendo corpos, culturas e memórias como dispositivo para as suas pesquisas em criação.

 

Paula Salles – Paula Salles é bacharel e licenciada em dança pelo Instituto de Artes da Unicamp e pós graduada em Estudos Contemporâneos em Dança pela UFBA. Em 2006 recebeu o Prêmio Klauss Vianna de dança pela coreografia solo CONHECE-TE-A-TI-MESMO.Fez parte do Grupo de Dança Excaravelhas, do qual foi fundadora, intérprete e coreógrafa.

 

Talita Bretas – Gestora cultural, idealizadora e diretora do Portal MUD e Museu da Dança. Graduada em dança pela Universidade Anhembi Morumbi, pós-graduanda em museologia pela Universidade Cândido Mendes e pós-graduada em gestão cultural pelo Centro Universitário SENAC.