“Humanimalis”, um filme de Sônia Mota, originado em projeto de Lu Favoreto, da Cia. Oito Nova Dança

Entre o real e o surreal, um filme-poema que mergulha nas profundezas da mata para reencontrar a essência da natureza humana:  HUMANIMALIS, um filme sobre Humanidades Animais e Animalidades Humanas, dirigido por Sônia Mota, é fruto do Projeto Animalidades, pesquisa, criação e memória em Dança Contemporânea, proposto pela Cia. Oito Nova Dança e contemplado pelo Programa Municipal de Fomento à Dança para a cidade de São Paulo.

Nesse projeto a Cia. Oito foca sua investigação na animalidade exposta no corpo, num devir-outro animal, que se nutre de uma abordagem do movimento provocadora de novas intensidades na presença cênica e de repertórios corporais/vocais específicos.

Para a direção cênica, a Cia. Oito convida a artista da dança Sônia Mota, expoente da Dança Cênica no Brasil desde a década de 1970, que vem ao encontro da pesquisa de linguagem da Cia. e da ideia do corpo em devir, recorrente nos processos artísticos do grupo nos últimos anos.

O projeto ainda conta com um documentário sobre o processo de realização de HUMANIMALIS, uma temporada de exibições ON-LINE, rodas de conversa e oficinas.

Desde 2000, a Cia Oito Nova Dança tem aprofundado a pesquisa de linguagem que se fundamenta na consciência profunda do corpo em movimento, articulada a técnicas somáticas corporais e vocais, e à investigação criativa.

Nos últimos anos emergiu um interesse profundo por concepções não hegemônicas de corporalidade, que percebem o corpo em constante transformação e em perpétuo trânsito entre o humano e o não humano. Os processos investigativos de criação aproximaram-se da ideia de um corpo ancestral, do universo das cosmologias ameríndias e da antropofagia como procedimento criativo. Foi desenvolvido um modo de pesquisa que borra as fronteiras entre diferentes linguagens artísticas e áreas de conhecimento, sempre pela perspectiva do movimento e da dança, e que compreende o corpo em transformação como matéria fundamental de criação. A Cia. Oito mergulhou em uma investigação permeada de estudos teórico-práticos, pesquisa de campo e ações em diversas aldeias com diferentes povos originários. Se aprofundou na busca da metamorfose do corpo, provocando a radicalização entre “corporalidades-limite”, que oscilam entre o humano e o não humano: animal, vegetal e/ou espiritual.

Atualmente, a Cia. Oito foca sua investigação na animalidade exposta no corpo, num devir-outro animal (a partir da concepção de Gilles Deleuze e Félix Guattari). O Projeto Animalidades se realiza em um momento de acontecimentos históricos intoleráveis, que revelam um estado de crise profunda, acentuado pela pandemia do Covid-19 e a necessidade de isolamento social decorrente desses tempos. As velhas e hegemônicas oposições entre a humanidade e a natureza parecem não mais funcionar, como nos alerta o pensador indígena Ailton Krenak sobre a pandemia que assola o mundo dos homens. “Fomos, durante muito tempo, embalados com a história de que somos a Humanidade, nos alienando desse organismo de que somos parte, a Terra, e passamos a pensar que ele é uma coisa e nós outra: a Terra e a Humanidade”. A animalidade proposta neste projeto nos convida a refletir sobre outros modos de ver o animal, numa aproximação que busca maior horizontalidade na relação entre os seres e na experiência do corpo em movimento, em transformação.

Nesta nova criação, Sônia Mota traz sua perspectiva sobre a animalidade, em diálogo com o material construído pelos próprios intérpretes-criadores. Considerando sua relevância artística na memória da Dança em São Paulo e no Brasil, a Cia. Oito realiza em parceria com o PORTAL MUD (Museu da Dança), um documentário contendo registros do processo criativo de HUMANIMALIS, expondo tanto os procedimentos utilizados por Sônia na direção do filme, como os utilizados pela Cia. no desenvolvimento de seus trabalhos.

HUMANIMALIS

Por SÔNIA MOTA

O filme HUMANIMALIS trata de corpos em estados de metamorfoses humanas e animais.

Durante a pesquisa de criação, almas animais surgiram na paisagem dos corpos participantes do projeto, que discutiram, verbal e fisicamente, as existências animalescas no ser humano. Existências essas sempre em estado de alerta, pela ameaça atual e iminente de extinção.

Somos todos transmutáveis, por isso, ao compor e simultaneamente performatizar um devir-animal, esse trabalho confrontou os artistas e a mim com a desumanidade humana. Nenhuma ação civilizada consegue eliminar a brutalidade egóica do animal humano. Mas, o confronto com a animalidade, este sim pode nos levar a perder esse egoísmo, pelo menos, por alguns instantes.

Do mergulho que esses artistas fizeram nas profundezas de uma mata ainda virgem e no interior de uma casa aconchegante, surgiu HUMANIMALIS, uma obra poética e dançante sobre humanidades animais e animalidades humanas.

FICHAS TÉCNICAS

FILME HUMANIMALIS

Conceito: Osmar Zampieri e Sônia Mota. Direção Cênica e Dramatúrgica: Sônia Mota. Consultora Dramatúrgica: Julia Mota Carvalho. Criação e Elenco: Eros Valério, Gabriel Küster, Lu Favoreto e Roberto Alencar. Cinematografia e Edição: Osmar Zampieri. Ambientação: Estúdio Oito Nova Dança Sertão do Una e Mata Atlântica litoral norte São Paulo – Brasil. Figurinos: Claudia Schapira e elenco. Iluminação: Cibele Forjaz, Osmar Zampieri e elenco. Trilha Sonora: Dan Maia. Músicas: Sonata No. 8 Op. 13 (Pathetique) – Beethoven (tocada por Daniel Barenboim); In a Landscape (John Cage); Gab’s Trap (Akale Wube); Atraente (Chiquinha Gonzaga); Believe – Cher (Paul Barry, Matt Gray, Brian Higgins, Stuart McLellan, Timothy Powell e Steven Torch). Trechos dos livros Mastigando Humanos | Santiago Nazarian. O livro dos símbolos – Reflexões sobre imagens arquetípicas | Kathleen Martin. Operação de Drone: Ricardo Yamamoto. Registro Fotográfico: Renata Carvalho, Gabriela Leirias e Augusto Trainotti. Criação Gráfica: Clara Clarissa Comunicação, Portal MUD e Cia. Oito Nova Dança. Produção Executiva: Gabriela Leirias. Produção Administrativa: Renata Carvalho. Realização: Cia. Oito Nova Dança.

PROJETO ANIMALIDADES – Pesquisa, Memória e Criação em Dança Contemporânea

Concepção e Fundamentação Corporal: Lu Favoreto. Fundamentação Vocal: Andrea Drigo. Fundamentação Conceitual: Renato Sztutman. Estágio Artístico: Augusto Trainotti. Ilustração projeto original: Roberto Alencar. Diagramação projeto original: Gabriel Küster. Registro Fotográfico: Gabriela Leirias e Renata Carvalho. Catering: Silvana Paina. Comunicação: Portal MUD e Cia. Oito Nova Dança. Produção Executiva: Gabriela Leirias. Produção Administrativa: Renata Carvalho. Realização: Cia. Oito Nova Dança.

Texto extraído do programa de HUMANIMALIS, um filme sobre Humanidades Animais e Animalidades Humanas

 

Serviço:

HUMANIMALIS – Um filme sobre Humanidades Animais e Animalidades Humanas

8 de abril a 15 de maio/2022<br>Disponível em tempo integral

Acesso: YouTube da Cia Oito Nova Dança

https://www.youtube.com/ciaoitonovadanca

 Classificação etária: 16 anos.

Duração: 45 minutos.

Cia Oito Nova Dança: https://ciaoitonovadanca.com.br/