Corpo de Dança do Amazonas estreia ‘Solatium’ em apresentação ao vivo

O Corpo de Dança do Amazonas (CDA) estreia em seu palco sede – o Teatro Amazonas, de Manaus – o espetáculo Solatium, concebido pelo atual diretor da companhia, Mário Nascimento, em parceria com o elenco.

As apresentações serão com presença do público, em quantidade reduzida, seguindo todos os protocolos de segurança que os tempos de pandemia do novo coronavírus exigem.

Foto: Michel Dantas

CDA em plena atividade 

A pandemia do novo coronavírus conseguiu desestruturar catastroficamente a agenda cultural do país. Espetáculos e eventos foram cancelados, contratos rescindidos. No Amazonas foram adiados os festivais de ópera e jazz, a festa Boi de Parintins. Com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas e muito diálogo, foi organizada uma agenda de socorro aos profissionais de cultura, tão afetados.

Mário Nascimento, diretor do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), diz que não parou um dia sequer. As atividades remotas começaram na primeira semana da quarentena com aulas, produção audiovisual e criação de um novo espetáculo no formato online.

Na primeira fase do isolamento a companhia produziu Todas as Partes, vídeo realizado em conjunto com a OCA – Orquestra de Câmara do Amazonas e vinculado à TV local, além de ações em plataformas digitais, como Facebook, Instagram e Whatsapp.

Em agosto o CDA subiu ao palco do Teatro Amazonas com a coreografia Vazantes, adaptação de um trabalho realizado por Mário Nascimento em 2014. A noite foi uma homenagem aos profissionais da saúde, tão solicitados por conta da pandemia. O teatro foi aberto para 200 convidados, com a proposta de aliviar o estresse causado pelas demandas da crise sanitária. Neste espetáculo, os bailarinos mantiveram o distanciamento (nos ensaios e no palco), com uma adaptação feita pelo coreógrafo para a bailarina Pamela Fernandes e seu marido, Nonato Melo, também bailarino da companhia, únicos que se tocavam durante a apresentação.

As atividades do CDA voltaram em dois turnos, para evitar salas cheias. Sempre com uso de máscaras e higienização rigorosa dos espaços utilizados para o trabalho diário.

A nova criação, Solatium, foi concebida em casa por Mário Nascimento, durante os muitos encontros virtuais com os bailarinos. Na reta final que antecedeu a estreia, os ensaios no Teatro Amazonas promoveram o reencontro da orquestra, a OCA, de iluminadores, cinegrafistas e toda a equipe técnica – com o ritual de segurança imperando. “Eu e os bailarinos vivemos o isolamento social de forma radical”, observa Mário que, depois, quando certo relaxamento possibilitou ensaios presenciais, teve de criar adaptações, como o elenco dividido em duas turmas para preservar distanciamentos na sala.

“A arte é feita de proximidade, principalmente a dança”, ressalta Mário. “Foi um grande desafio criar uma coreografia levando em conta determinado distanciamento entre bailarinos”.

Foto: Michel Dantas
Bailarinos e orquestra em ensaio no Teatro Amazonas.

A trilha musical de Solatium, composta pelos Divertimentos e a Serenata nº 13 (Eine Kleine Nachtmusik) de Mozart, foi sugerida pelo maestro Marcelo de Jesus, diretor artístico da OCA. “É um espetáculo curto, que compõe uma ode à alegria. O título vem do latim: Solatium remete a solar e significa conforto, consolo”, diz Mário Nascimento.

Os ingressos para Solatium esgotaram-se rapidamente. O Teatro Amazonas possui 701 lugares, mas somente 350 ficaram disponíveis para o público, que só entrará no teatro mediante aferição de temperatura e uso de máscaras. Álcool gel estará disponível em todas as dependências do teatro.

Foto: Michel Dantas

Serviço – Solatium, com o Corpo de Dança do Amazonas

26 de setembro/2020, sábado, às 10h (fuso Manaus).

27 de setembro/2020, domingo, às 19h (fuso Manaus).

No Teatro Amazonas: Largo de São Sebastião, Centro, Manaus (AM), https://teatroamazonas.com.br/.

Ingressos esgotados (os espectadores solicitaram ingressos, gratuitos, mediante cadastro no site da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas; com isso, foi possível ter controle maior da quantidade de pessoas).

Apresentação online: dia 6 de outubro/2020, às 20h, via plataforma digital da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas e do Governo do Amazonas. https://www.youtube.com/c/CulturadoAM