Centro de Referência da Dança de São Paulo começa a funcionar sob coordenação de Yáskara Manzini

O recém-inaugurado Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo (CRDSP), que está funcionando na antiga Escola Municipal de Bailado, começa suas atividades por meio da disponibilização de salas de ensaios para grupos e artistas individuais da dança.

Para promover a utilização destas salas, o CRDSP abriu inscrições que podem ser feitas até 29 de agosto pelo website www.crdsp.com.br. Os 14 selecionados poderão usar três salas com dimensões de 12,80m por 5,70m, de terça a sexta-feira, das 9h às 21h, entre setembro e novembro deste ano.

Yáskara Manzini foi nomeada coordenadora artística e pedagógica do CRDSP. Bailarina e coreógrafa, ela tem formação em dança clássica, moderna e afro-brasileira. Chegou a estudar na antiga Escola Municipal de Bailado em 1978.

“Acredito que a indicação de meu nome ocorreu porque tenho formação bem eclética”, diz Yáskara, que na década de 1980 foi bailarina no Teatro da Dança de São Paulo e no Ballet Metropolitano. Em 2000 e 2001 ela trabalhou como diretora assistente e professora de dança contemporânea do Balé de Arte Negra da UMES (União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas).

A partir de 2001 Yáskara também começou a trabalhar com escolas de samba de São Paulo. Foi coreógrafa da comissão de frente da escola Camisa Verde e Branco por dez anos e desde 2011 integra o elenco da X9 Paulistana como diretora artística e coreógrafa. Paralelamente, atua como preparadora corporal dos elencos das companhias de dança Carne Agonizante e Coletivo EITA de Ação Cultural.

Doutora em artes cênicas pela Universidade Estadual de Campinas, Yáskara atualmente também é coordenadora artístico-pedagógica do Vocacional Dança, programa do departamento de Expansão Cultural da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo.

“Meu trabalho estabelece pontes entre a cultura popular e a erudita”, ela observa.

No CRDSP, Yáskara trabalhará com uma equipe formada por José Romero (na função de assistente de coordenação artística e pedagógica), Junior Cecon (coordenador técnico), Alex Merino (assistente de produção) e André Prado (coordenador cenotécnico).

Nesta primeira fase, o CRDSP está funcionando por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e a Cooperativa Paulista de Dança.

Na entrevista abaixo, Yáskara fala sobre as propostas e ações do CRDSP durante o projeto-piloto programado para este segundo semestre de 2014.

Conectedance – Quais serão os eixos de ação do CRDSP nesta fase de projeto-piloto?

Yáskara Manzini – O projeto piloto do CRDSP que irá até dezembro priorizará três eixos de ações: oficinas de dança, cessão de salas para ensaios e apresentações de espetáculos. As oficinas e a cessão de espaços deverão começar em setembro e prosseguirão até dezembro.

Conectedance – Quais os objetivos que norteiam este projeto-piloto?

Yáskara – Durante o período de implantação do CRDSP pretendemos consolidar a antiga sede da Escola Municipal de Bailado como um lugar de encontro, reconhecimento, convivência, reflexão e formação em dança, não somente para a comunidade artística, mas também para os interessados nesta arte. É importante salientar que o CRDSP destina-se a todas as vertentes da dança.

Conectedance – Como funcionará o Centro? Ele estará aberto ao público quando e de que forma?

Yáskara – O CRDSP funcionará de terça a sexta-feira das 9h às 21h, aos sábados das 9h às 12h e das 18h às 21h e aos domingos das 18h às 21h quando houver espetáculo. A partir do dia 26 de agosto o CRDSP estará aberto ao público para receber as inscrições do chamamento para uso das salas de ensaios. As oficinas de dança deverão começar na primeira quinzena de setembro, junto com as ocupações das salas de ensaios pelas companhias, grupos e artistas.

Os espetáculos começarão em setembro, como parte da programação da Mostra de Fomento à Dança, com as seguintes apresentações: Cia. Carne Agonizante com Eu em ti, no dia 21/9, e Cia. Sansacroma com Outras portas, outras pontes, no dia 25/9. Haverá também o encontro E aí, o que você tem feito?, além da exposição Décadas de Dança – Preservação e Compartilhamento do Acervo Gouvea-Vaneau, de 17 a 27 de setembro.

Em dezembro receberemos o evento Dança à Deriva: 2ª Mostra Latino-Americana de Dança Contemporânea.

É importante salientar que em setembro lançaremos um chamamento para oficinas de dança contemporânea e apresentações de espetáculos.

Conectedance – Os espetáculos serão o principal elo com o público?

Yáskara – Correto. Entretanto, o acesso público também se dará por meio de algumas oficinas voltadas para aqueles que querem ter um contato maior com as práticas artísticas da dança mas que não possuem nenhuma experiência.

Conectedance – Já estão sendo feitas reformas nas instalações do CRDSP?  

Yáskara – Iniciaremos as reformas necessárias a partir desta semana.

Conectedance – Quanto a Secretaria Municipal de Cultura está investindo no CRDSP nesta fase?

Yáskara – O projeto-piloto está orçado em R$ 250 mil.

Conectedance – Já há um projeto para 2015?

Yáskara – O projeto para 2015 é ampliar as ações do projeto-piloto. Além disto, haverá enfoque num Centro de Memória da Dança, que permitirá levantar e organizar material espalhado entre muitos protagonistas da história da dança de São Paulo.

Leia mais sobre o Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo em: http://www.conectedance.com.br/dia-a-dia/sede-da-antiga-escola-municipal-de-bailados-vai-se-transformar-no-centro-de-referencia-da-danca-paulistana-ja-em-2014/